EVENTOS

2006 - SHOW ZIGGY MARLEY

O herdeiro do trono do reggae está no Brasil. Filho mais velho de Bob Marley, Ziggy Marley apresenta-se na Fundição Progresso, Rio de Janeiro, nos dias 6 e 7 de outubro. Antes, o reggaeman jamaicano passara por Porto Alegre e São Paulo. A turnê brasileira encerra-se no dia 9, em Belo Horizonte.

Os shows de Ziggy Marley no Rio fazem parte do festival Reggae Jam, que também terá como atrações Cidade Negra e Digitaldubs Sound System. O ponto alto promete ser o encontro do grupo de Toni Garrido com Ziggy Marley, que acontece no Palco Arena. Já o Digitaldubs Sound System toca no Palco Trenchtown.

Há mais de 10 anos sem cantar no Brasil, Ziggy Marley volta para divulgar seu segundo CD solo, o ótimo Love Is My Religion, lançado por aqui pela Deckdisc.

No álbum, o músico reforça seu lado compositor e multiinstrumentista. Tocando de guitarra a percussão, Ziggy Marley apresenta 10 canções inéditas e autorais, compostas sem parceiros. O CD ainda inclui uma versão acústica da faixa-título e uma versão dub para a música Be Free.

Produzido por Ziggy Marley, Love Is My Religion pode ser considerado um dos grandes lançamentos internacionais de 2006. É impressionante como o cantor mantém a essência musical do pai, tanto na sonoridade roots reggae quanto nas letras sobre paz e amor, mas ainda assim com personalidade.

A prova disso está logo na faixa que abre o CD, a dançante Into the Groove, na qual o reggae jamaicano ganha toques de ritmos latinos e um naipe de metais de tirar o fôlego.

A principal mensagem do disco, naturalmente, é o amor, que vira religião na faixa que dá nome ao CD. Na versão acústica, Ziggy Marley faz uma citação a All We Need Is Love, dos Beatles.

O amor também pode estar na música, como diz Ziggy Marley em Make Some Music; na amizade, tema de Friends; longe do preconceito, como prega Black Cat; ou ligado a aspectos mais existencialistas, narrados em A Lifetime.

A presença de Bob Marley na música e na vida do filho, nítida em todo o álbum, virou tema da música Keep on Dreaming, na qual Ziggy lamenta a morte do pai sob um ponto de vista espiritual, afirmando que a imagem dele continua viva.

“Eu sabia que não acabou, era somente o início/ Porque eu vejo a luz que brilha no escuro/ As perguntas têm respostas, meu amor não se perdeu/ O destino nos uniu, então nada poderá nos separar”, diz a letra.

O lado político, sempre inerente ao reggae, surge em Be Free, que prega a libertação de um “sistema controlador”, e Still the Storms, uma crítica à escravidão, que até hoje prejudica os negros.

O repertório de Love Is My Religion ainda traz Beach in Hawaii, a canção que mais remete a Bob Marley, com sua melodia envolvente

A SCHUMACHER TUR agradece a cada cliente que viajou conosco a esse grande evento, na data de 03/10/06.

Muito obrigado!!!

* Acompanhe nossa programação de shows neste site e tambem em nossa página do facebook.



Voltar

RUA DO ACAMPAMENTO, 105 - SALA 09
55 3223 5067 | 55 3226 7155
SANTA MARIA - RS